terça-feira, 31 de agosto de 2004

Convites

Ontem fui até a representante da gráfica encomendar os convites do casamento. Ficou muito mais caro do que eu queria, mas tudo bem...Vai ser em papel artesanal, uma gracinha...Bem rústico, como todo o resto...Os lacres eu mesma vou fazer, achei um absurdo o preço que eles cobram....
De resto está tudo normal, o Marcelo está melhorando a cada dia....Eu estou mais ansiosa a cada dia, meu Deus, eu não sei onde isso vai parar....
Hoje o post vai ser curtinho porque estou cheia de trabalho pra fazer...Beijos e até mais!!!! 

quarta-feira, 25 de agosto de 2004

Ansiedade

Infelizmente sou uma pessoa que morre de véspera...risos...Estou tão ansiosa com essa história de casamento, queria tanto que o tempo voasse e chegasse logo dezembro... E ainda tem várias coisas pra ver, e o Marcelo está super calmo, fala pra mim "tem tempo"...Eu queria já estar com tudo pronto, e só esperar o dia chegar...Mas como um casamento é feito de duas pessoas, tenho que esperá-lo e praticamente me roer de ansiedade...Vou esperar, né?
Tem outro jeito?? risos....Além de tudo, estou muito cansada, louca para tirar férias e descansar a cabeça, até dezembro vão ser quase quatro anos sem parar...E com muuuitos problemas no meio...
Enfim, nunca faltou tão pouco, e só me resta esperar....Tenho visto muitos blogs sobre casamento que são muito divertidos...Vou indicar um, que é de um rapaz que praticamente teve que organizar o casamento dele sozinho...Muito divertido...Tá ai o link:http://www.eucasado.blogger.com.br/
O pior de tudo, é que quando fico ansiosa, como demais, e aí já viu....Já falei sobre o noiva ser a bola do boliche, não vou fazer mais nenhum comentário....
Hoje estou muito desanimada, sem vontade de fazer nada, queria fechar os olhos e acordar em dezembro...Será que isso é normal?
Bjs e até mais!!




Denisinha&Cia
enviado por: Tatiana
Oi,sua tratante...Apesar de nao entrar no meu flog pra me visitar...Calma, De...tudo vai dar certo...com certeza.
Seu casamento sera mto lindo.
bjss

segunda-feira, 23 de agosto de 2004

Viva os blogs!

Estava com saudades de escrever....A semana passada foi meio corrida, não consegui escrever muito...Bom, mas pra atualizar vcs, o Marcelo está ótimo, se recuperando muito bem...Está feliz e é isso o que importa...Mês que vem vou voltar com tudo para os preparativos do casamento....Não vejo a hora, sabia? E preciso resolver tanta coisa..Ai vai a lista:
- Contratar musicos para a cerimônia
- Contratar músicos para a festa
- Encomendar os convites
- Ir na igreja fazer a documentação
- Ir no cartório fazer a documentação
- Escolher os vestidos das daminhas
- Pensar seriamente se vou fazer chá de cozinha (eu não quero muito)
- Fotógrafo
- Lembrancinhas
Que eu me lembre, acho que é só isso...Só??? Mais aí começam as provas de vestido, listas e mais listas...ai ai ai...E eu ainda inventei este raio de curso de espanhol (hola, que tal?) e nem imagino como eu vou me virar quando o bicho começar a pegar...Não que eu não esteja gostando do curso, eu adoro aprender coisas novas...Mas acho que errei a época....Mas tudo bem, tudo vai dar certo...Agora vcs me perguntam: por que o título do blig?? Porque achei um texto muito bacana do Mario Prata, sobre os blogs que gostaria de dividir com vcs...Bjs e até mais!!!

O Meu Pipi
(Mario Prata)
Um português abriu um blog na internet. Não sabe o que é um blog? Pergunte a seu filho. Chamado O Meu Pipi. Uma editora (séria) portuguesa achou o lusitano pipi e o transformou em livro. Uma editora brasileira sentiu o cheiro do sucesso (oitava edição, mais de 50 mil livros vendidos, lá) e vai lançar o pipi entre vocês.
E o que eu tenho a ver com o pipi português? É que me chamaram para traduzir, para transformar o pipi português em pipi brasileiro. A senhora acha que todos os pipis do mundo são iguais? Ledo engano. Há que traduzir. Por exemplo? A senhorita sabe o que é cona? Panasca? Pila? Paneleiro? Tirar os três? Pois, pois. E broche, minha amiga, posso lhe garantir que não é "jóia ou bijuteria provida de um alfinete longo ou de um alfinete com fecho, que se usa geralmente ao peito para prender e/ou enfeitar uma peça de vestuário". Não, não é nada disso.
Mas eu não estou aqui para falar da tradução em si, apesar de poder adiantar que se trata de sacanagem pura, maravilhosamente bem escrita, pelas páginas da internet.
O que eu quero falar hoje é sobre os blogs. Se não sabe o que é blog, pergunte à tua avó.
Há quatro anos venho dizendo para os donos das editoras brasileiras (editoras de livros de papel) que o futuro da literatura está na internet. A quantidade de sites e blogs pessoais - só no Brasil - passa de 20 mil segundo cálculos cá meus. Se as editoras contratassem um especialista em internet para ficar fuçando lá por oito horas do dia, teriam uma surpresa tão boa quanto O Meu (dele) Pipi.
Quando a minha geração começou a escrever, mostrava os textos a um primo, um poeta local ou simplesmente guardava na gaveta. Quantos e quantos escritores da minha idade não ficaram no meio do caminho?
Hoje, não. O sujeito coloca tudo o que escreve na telinha, cria sites e blogs com a maior facilidade. E, ali, fica exposto à visitação pública. Poderia aqui citar mais de dez blogs brasileiros que estão merecendo virar livro de papel, mas não vou fazer isso. As editoras que entrem no século XXI e se virem.
Vejo mães e pais preocupados porque o filho ou filha ficam seis horas por dia na internet. Relaxem, meus amigos. Tudo o que ele vai ver é um pouco de pornografia e depois fazer uns joguinhos. Mas, depois, ele vai entrar num chat e ficar conversando com desconhecidos. Escrevendo bobagens, mas não importa. O que eu quero dizer é que nunca a língua portuguesa foi tão exercitada como agora, com o advento da internet.
O Meu Pipi, por exemplo. Ninguém sabe quem é o autor. Nem eu, que o traduzi. Mas desconfio que seja o pseudônimo de um grande escritor português. Um Miguel Esteves Cardoso, por exemplo. Porque, se for algum principiante, a minha tese está certa. Surgiu um novo escritor da nossa língua. Novo e já excepcional.
E vou terminar citando uma frase do Paulo Markun, jornalista, escritor e grande blogueiro:
"Tenho certeza de que os blogs serão para a literatura o que os campos de várzea foram para o nosso futebol. Parece pouco, mas pergunte onde é que todos os craques brasileiros começaram a jogar. E quem pensa que existe muita diferença entre escrever e bater bola está redondamente enganado (sem trocadilho). Num jogo como no outro, só se aprende suando a camisa". 

quinta-feira, 19 de agosto de 2004

Contradições

Vou postar um texto que pode ser meio contraditório, algumas mulheres podem xingar, mas tem lá o seu fundo de verdade...Às vezes quando o bicho tá pegando no serviço, eu me imagino em casa assistindo e fazendo ioga pela TV, com um carrinho de bebê ao lado...E me pergunto: o que que eu to fazendo aqui?? Vamos repensar o nosso papel e parar de tentar ser a "mulher maravilha", garota "Nova Cosmopolitan".. Mudando de assunto, o Marcelo vai ao médico hoje pra ver se tem alta...Vamos ao texto:
"São 7h. O despertador canta de galo e eu não tenho forças nem para
atirá-lo contra parede. Estou tão cansada, não queria ter que trabalhar hoje.Quero ficar em casa, cozinhando, ouvindo música, cantarolando, até. Se tivesse filhos, gastaria a manhã brincando com eles, se tivesse cachorro,passeando pelas redondezas. Aquário? Olhando os peixinhos nadarem.
Espaço? Fazendo alongamento. Leite condensado? Brigadeiro... Tudo menos sair da cama, engatar uma primeira e colocar o cérebro prá funcionar.
Gostaria de saber quem foi a mentecapta, a matriz das feministas que teve a infeliz idéia de reivindicar direitos à mulher e por quê ela fez isso conosco, que nascemos depois dela. Estava tudo tão bom no tempo das nossas avós, elas passavam o dia a bordar, trocar receitas com as amigas,ensinando-se mutuamente segredos de molhos e temperos, de remédios caseiros, lendo bons livros das bibliotecas dos maridos, decorando a casa, podando árvores, plantando flores, colhendo legumes das hortas, educando
as crianças, freqüentando saraus, a vida era um grande curso de
artesanato, medicina alternativa e culinária.
Aí vem uma fulaninha qualquer que não gostava de sutiã, nem tão pouco de espartilho, e contamina várias outras rebeldes conseqüentes com idéias mirabolantes sobre"vamos conquistar o nosso espaço". Que espaço, minha filha? Você já tinha a casa inteira, o bairro todo, o mundo ao seus pés. Detinha o domínio
completo sobre os homens, eles dependiam de você para comer, vestir e esse exibir para os amigos, que raio de direitos requerer? Agora eles estão aí, todos confusos, não sabem mais que papéis desempenhar na sociedade, fugindo de nós como o diabo foge da cruz. Parecem baratas tontas.
Essa brincadeira de vocês acabou é nos enchendo de deveres, isso sim. E nos lançando no calabouço da solteirice aguda. Antigamente, os casamentos duravam para sempre, tripla jornada era coisa do Bernard do vôlei - e olhe lá, porque naquela época não existia Bernard do vôlei.Por quê, me digam por quê um sexo que tinha tudo do bom e do melhor, que só precisava mentir que era frágil, foi se meter a competir com o macharedo?
Olha o tamanho do bíceps deles, e olha o tamanho do nosso. Tava na cara que isso não ia dar certo.
Não agüento mais ser obrigada ao ritual diário de fazer escova, maquiar,passar hidratantes, escolher que roupa vestir, e que sapatos, e acessórios usar. Que perfume combina com meu humor, nem de ter que sair correndo,ficar engarrafada, correr risco de ser assaltada, de morrer atropelada, passar o dia ereta na frente do computador, com o telefone no ouvido,resolvendo problemas.
Somos fiscalizadas e cobradas por nós mesmas a estar sempre em forma,sem estrias, depiladas, sorridentes, cheirosas, unhas feitas, sem falar no currículo impecável, recheado de mestrados, doutorados, e especificações (ufffffffffffffffffff!!!!!!!).
Viramos super-mulheres, continuamos a ganhar menos do que eles. Não era muito melhor ter ficado fazendo tricô na cadeira de balanço?
Chega, eu quero alguém que pague as minhas contas, abra a porta para eu passar, puxe a cadeira para eu sentar, me mande flores com cartões cheios de poesia, faça serenatas na minha janela (ai, meu Deus, já são 7:30h,tenho que levantar!), e tem mais, que chegue do trabalho, sente no meu sofá,coloque os pés prá cima e diga "meu bem, me traz uma dose de café, por favor?", descobri que nasci para servir. Vocês pensam que eu to ironizando?
To falando sério! Estou abdicando do meu posto de mulher moderna....
Troco pelo de Amélia, Alguém se habilita? 

segunda-feira, 16 de agosto de 2004

Glossário do casamento

De Milton Faro

Durante o período que antecede o casamento, algumas palavras e expressões muito comuns do nosso idioma passam a adquirir um significado absolutamente diferente do conhecido. Se o casal não se inteirar do novo vocabulário, vai sentir-se deslocado dessa comunidade de que agora faz parte: a comunidade dos noivos. Vamos a elas:

NOIVO: Esse é o novo nome do rapaz que vai se casar. Se antes se chamava Mário, Roberto ou Gerson, pode esquecer aquela estória de pegar emprestado nome de avô, fazer numerologia, ou todo e qualquer trabalho que os pais tiveram para decidir como chamá-lo. A partir de agora ele é o “noivo”. As pessoas passarão a se referir a ele como “o noivo chegou!”; “o noivo pode experimentar o meio-fraque”; “o noivo precisa encolher a barriga”; “o noivo está muito bem com esse traje”; “o noivo assina esse recibo”; “o noivo paga agora”; “o noivo pode deixar um cheque para trinta dias”; “e outro para sessenta”; “o noivo está fugindo”; “pega o noivo, pega!”


NOIVA (ou noivinha): Sabe aquela estória de ser Clara, Solange ou Cibel, acabou! Agora ela é a noiva, ou noivinha se for pequenininha. “Que noivinha mais linda!”; “a noiva precisa ficar quieta para eu poder maquiá-la”; “não pisca, não pisca não, noiva!”; “se a noiva não ficar quieta, eu furo seu olho”.

MÃE: de origem tupi (vide rede Tupi de Televisão, uma das primeiras emissoras a transmitir novelas chorosas). No sentido mais amplo significa “dramalhão”. No sentido específico quer dizer “aquela que chora copiosamente e inunda a igreja”.

PAI: o mesmo que caixa eletrônico. Os noivos digitam uns números. O pai atende. Os noivos solicitam uma quantia determinada. O pai pede com uma voz cibernética que aguardem e consulta a central que é a mãe. Ela diz que sim. Os noivos ouvem a contagem das notas. “Venham apanhar o dinheiro na nossa casa”. Nossa casa, nosso banco. Funciona 24 horas, às vezes mais. Depende do aperto e depende do pai. E ainda tem a vantagem do débito nunca cair na sua conta.

AQUI ESTÁ O ORÇAMENTO: É o mesmo que “isso é um assalto”. Raramente acontece de ouvir essa expressão nos cruzamentos de ruas das grandes cidades mas é comum nos buffets, floriculturas e costureiros. Não é preciso nenhuma arma. Eles estendem o papel e dizem “aqui está o orçamento”. Os noivos devem erguer os braços, entregar todo o dinheiro, as carteiras, os relógios de pulso e ainda voltar mais tarde com um cheque. Não adianta reagir. Alguns aceitam cartão de crédito.

FICAR NOIVO: significa “ficar louco”. Por exemplo: o rapaz chega no ambiente de trabalho e confidencia aos amigos “estou juntando um dinheiro porque vou ficar noivo”. Todo mundo olha assustado. Os mais corajosos perguntam “você ficou louco?”.

MODELO EXCLUSIVO: fabricação em série de vestidos de noiva e de madrinha à venda nas melhores casas do ramo (ou pelo menos nas mais escondidas para que uma não veja o modelo da outra)

CURSINHO DE NOIVOS: na maioria das vezes significa “chatice”. Por exemplo: “Essa festa está um cursinho de noivos” significa que um grupo de casais, desconhecidos entre si, se reuniram num determinado lugar, desde às sete da matina de um lindo domingão ensolarado, muito a contragosto, para ouvirem um outro casal relatar sua experiência conjugal durante horas a fio, entre quatro paredes. Depois do casamento, esqueça essa expressão. Jamais diga algo parecido com “nós vamos fazer um cursinho de noivos nesse sábado e contamos com vocês”. Ninguém irá. Não será obrigatório dessa vez.

CUNHADO: Futuro mais-do-que-imperfeito do verbo “emprestar o carro” ou “arranjar um emprego”.

IRMÃO CAÇULA DA NOIVA (vale para irmão do noivo também): é pior que um simples cunhado. Funciona como promoção de supermercado: leve a noiva e ganhe um irmãozinho caçula de presente. É comprar o xampu e receber de graça o anticaspas. Só que nesse caso, o irmão caçula é a caspa. Aquela coisinha incômoda que não sai do seu ombro e fica pentelhando o tempo inteiro. Não adianta pegar o moleque de jeito e lhe dar uma boa “lavada”. A noiva vai chiar, não irá falar mais com o noivo que daí arrumou sarna para se coçar – o que é bem pior que caspa.

SALGADINHOS POR CABEÇA: é um mero instrumento de medição, tal como quilômetros por hora ou ciclo por segundos, utilizado pelos buffets, que medem quantos salgadinhos são necessários para encher a pança dos convidados. Não significa que haverá uma guerra de coxinhas de frango na recepção. Os noivos abreviam “salgadinhos por cabeça” por “p.q.p” tão logo saibam o preço cobrado pelo buffet.

AZEITONA (OU EMPADINHA): é aquele cartãozinho que vai anexo ao convite de casamento e que indica que o convidado é amigo o bastante para ir na boca livre. Dos demais, os noivos só querem mesmo o presente. A desvantagem da azeitona é que não poderá ser utilizada nos drinques preparados pelo buffet. A vantagem é que ela significa que vai ter um montão de drinques na festa, os drinques serão todos de graça e ninguém tem que se preocupar com isso.

OS NOIVOS OFERECEM A RESIDÊNCIA: É um termo muito delicado que precede o casamento quando os noivos enviam um cartãozinho agradecendo os presentes e participando o novo endereço. Na atual crise econômica é delicado demais e sugere-se complementar o texto “os noivos oferecem a residência, mas não hoje, pelo amor de Deus, e não por mais de uma semana”

PRÉ-DATADO: Futuro desesperado do verbo “cobrir a conta no Banco” (Ver também “quem cortou o limite do meu cartão de crédito?”). Por exemplo: “vai cair um pré-datado amanhã!”. Sugestão do noivo: “Vamos pegar dinheiro no Caixa Eletrônico?” E ligam para o pai. 




Denisinha&Cia
enviado por: Tatiana
Aahahaha...mto show esse glossario...ja ta entrando no clima,hein, amiga?
sugestao proce q esta nesta fase de preparacao do "ate que a morte os separe"...vai ver o filme "Diario de uma paixao"(The Notebbok), com seu noivo , mas leve umas tres caixas de lenço de papel...rs

sexta-feira, 13 de agosto de 2004

Deu tudo certo!

Oi pessoal, a cirurgia do Marcelo já acabou e foi um sucesso! Já falei com ele por telefone e ele está se sentindo bem...Tem alta ainda hoje...Não vejo a hora de vê-lo e ver se está tudo direitinho mesmo...risos
Ontem, fui conhecer uma nova vidinha, a Giovanna, afilhada da minha irmã..Como ela é linda: perfeitinha, cor-de-rosa, saudável..Os pais capricharam...Nessas horas a mãe que existe dentro de todas as mulheres, se alvoroçam, acho que se nós nos reproduzíssemos como bactérias, em um segundo, eu teria um bebê no colo...risos...Mas é sério, é uma coisa tão linda, tão perfeita, que você fica imaginando quando será o seu, seu filho, todo ele, feito dentro do seu corpo...A minha amiga Tati, que anda com um instinto maternal latente, que o diga....Mas desde que o Marcelo ficou doente, eu tenho pensado mais em filhos, sabia? É como pensar que se algo acontecer comigo ou com ele, uma parte nossa vai se perpetuar...Vai ser um pedacinho de gente, que vai ser só meu e dele, uma combinação única, um milagre da vida....É lógico que ainda não é pra agora, talvez daqui a uns dois, três anos...Isso só o tempo vai dizer..




Denisinha&Cia
enviado por: Tatiana
BliG: http://tata_keep_walking.blig.ig.com.br/
Ai, De...fiquei ate emocionada com a citacao de meu santo nome...rs
Que bom que correu tuso bem na cirurgia do Marcelo.
fica com Deus e bom fds ;)

quinta-feira, 12 de agosto de 2004

Amanhã o Marcelo vai fazer a tão "esperada" cirurgia...Ainda bem que vai ser a cirurgia mais simples em que ele vai sair do hospital no mesmo dia....Tudo bem que foi um rolo louco conseguir a autorização do "plano de doença", uma burocracia só, mas no fim deu certo....Agora é só aguardar amanhã pra receber o meu amorzinho, reto e sem dor....Acabei de ler um livro chamado "A semente da Vitória, do Nuno Cobra...Muito bacana, um grande incentivo pra todo mundo..Passando essa fase de cirurgia, hérnia & cia., vou me dedicar aos preparativos do casamento (faltam 4 meses) e ao meu regime..Continuo tomando o "seca rato", mas não senti efeito nenhum....Alguém conhece algum derrete gordura? Bom, vou deixar um trecho do livro do Nuno, muito bacana sobre a vida. Não quero ser hipócrita de dizer que dinheiro não é bom, mas que damos um valor excessivo para as coisas materiais, isso é verdade. Acho que se a gente tem dinheiro pra ter um teto, comida e um pouquinho de conforto, beleza. Só que o ser humano quer sempre mais, não importa o quanto ele tenha. Eu também sou assim. mas toda vez que você se depara com a doença ou com a morte, tão perto de pessoas que você ama, vc dá mais valor as coisas mais simples...E é pra isso que servem as dificuldades, pra lapidar a nossa alma e pra enxergamos o que tem "valor" nessa vida...Amanhã escrevo com notícias do Marcelo.

"Tudo o que você pode comprar não tem valor. Aquilo que você não pode comprar, justamente porque já veio no pacote da vida, dado de graça pelo Criador é que realmente tem valor. A prova concreta disso é sua saúde, sua paz, sua felicidade. E parece que quem mais possui esses valiosos bens são justamente os que não possuem tantos bens materiais." 




nviado por: Tatiana
BliG: http://tata_keep_walking.blig.ig.com.br/
Vou estar rezando por seu noivo, De. Com certeza vai dar tudo certo...e seu casamento vai ser uma dadiva de felicidade diaria.
bjsss e fica com Deus ; )

terça-feira, 10 de agosto de 2004

O laço e o abraço

Este texto não é meu, e desconheço o autor, mas vale a pena ler, é lindo!

Meu Deus!!! Como é engraçado!...

Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço...

Uma fita dando voltas? Se enrosca...

Mas não se embola , vira, revira, circula e pronto: está dado
o laço.

É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso
cercado de braço.

É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no
vestido, em qualquer coisa onde o faço.

E quando puxo uma ponta, o que é que acontece?

Vai escorregando...

devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.

Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.

E na fita que curioso, não faltou nem um pedaço.

Ah! Então é assim o amor, a amizade. Tudo que é sentimento?
Como um pedaço de fita?

Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer
hora, deixando livre as duas bandas do laço.

Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.

E quando alguém briga, então se diz - romperam-se os laços.

E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita,sem perder
nenhum pedaço.

Então o amor é isso...

Não prende, não escraviza, não aperta, não sufoca. Porque
quando vira nó, já deixou de ser um laço




Denisinha&Cia
enviado por: Tatiana
BliG: http://tata_keep_walking.blig.ig.com.br/
Lindo este texto, chica. Nossa, e verdade o amor e a amizade verdadeiros jamais escravizam...Lembra aquela frase do filme Proposta Indecente?
"Se vc ama alguem deixe-o livre...Se ele voltar pra vc sera seu pra sempre, se nao voltar e sinalk de que nunca foi seu."

domingo, 8 de agosto de 2004

Dia dos pais

Dia dos pais...Dia chuvoso e muito triste pra mim..Há um ano atrás, estava na casa do meu pai que ele tanto amava, prestando a última homenagem pra ele em vida...Passamos o fim de semana em sua casa em Peruíbe, o lugar que ele adorava e que construiu com as próprias mãos...As vezes penso que ele sabia que seria a última vez que ele iria pra lá, e assim convocou todos os filhos (somos em seis irmãos) para passar o fim de semana com ele. Infelizmente nem todos puderam ou quiseram ir...Eles perderam o último dia dos pais com ele. Eu senti um alívio de ter ido, coisa que eu não gostava muito de fazer, e ter passado o fim de semana com ele. Dei a ele de presente um livro chamado "Você é insubstituível", o qual ele leu com muito prazer e um chocolate bem delicioso. Além de atenção....muita atenção....Infelizmente, exato um mês depois ele nos deixou...Lá, há um ano atrás, percebi que ele ficava olhando no relógio e perguntando a toda hora se meus irmãos viriam..Nesse tempo ele já tinha se submetido a uma quimioterapia, estava magrinho, carequinha...Mas era meu pai..Um homem difícil, genioso, mas acima de tudo, bom e de caráter reto, me ensinou junto com a minha mãe como devemos ser....E me deixou uma grande lição: devemos amar as pessoas e demonstrar o amor que sentimos pra ela sempre, antes que algo de ruim aconteça...Vocês sabem quantas vezes eu disse a meu pai que o amava? Que eu me lembre, somente uma, quando ele já estava na UTI. Ridículo, né? Por que, meu Deus, economizamos amor?? Por que esse receio de dizer aos nossos pais o quanto os amamos? Tá certo que ele era meio distante também,não foi educado para ser assim, tão espontâneo...Mas quem tinha que quebrar o gelo era eu, falar várias vezes: pai, eu te amo....Só deixo um recado pra vocês que por um acaso vão ler este blig: falem para seus pais o quanto o amam..No meio de uma briga seu pai tá te esculachando, vc diz: pai, eu te amo! Além de quebrar as pernas dele, ele vai ter consciência de que você o ama, apesar de todas as diferenças que vocês possam ter...É assim que vou criar meus filhos, dizendo todos os dias o quanto eu vou amá-los...E imagino que filho deve ser uma coisa doida, porque eu amo os meus mesmo antes de tê-los. Amo a idéia de gerar uma vida dentro de mim, junto com o Marcelo...Pai, em qualquer lugar que você esteja, saiba que eu te amo...E me perdoe por não ter entendido tantas coisas antes... 

P.S. A luta da hérnia continua, agora estamos aguardando um médico para poder operá-lo. Comecei um curso de espanhol semana passada...E o casamento está em pausa...Aguardando as cenas do próximo capítulo... 

segunda-feira, 2 de agosto de 2004

Amigas

Estão sentindo minha falta? Faz tempo que não escrevo aqui...Mais hoje vou falar de um tema mais leve, a amizade...Não que a tempestade tenha passado...Muito pelo contrário, estou no meio dela...Mas estou confiante que tudo vai dar certo...Estou com uma paz no meu coração...Depois do desespero de saber que o Marcelo ia operar, pedi a Deus uma resposta e ele me deu...Foi só abrir a Bíblia...Alguém pode não acreditar, mas tava escrito assim:Eclesiástico, 38,1: "honre os médicos por seus serviços, pois também o médico foi criado pelo Senhor. Do Altíssimo vem a cura, e o médico recebe do rei o pagamento.A ciência do médico o faz levantar a cabeça e ser admirado pelos grandes. Da terra, o Senhor criou os remédios, e o homem de bom senso não os despreza. O Senhor deu aos homens a ciência para que pudessem glorificá-lo por causa das maravilhas dele. Com elas, o médico cura e elimina a dor, e o farmacêutico prepara as fórmulas.Dessa maneira, as obras de Deus não tem fim, e Dele vem o bem-estar para a terra...Há casos em que a cura depende só dele....
Preciso falar mais alguma coisa? A resposta foi assim, imediata...Então estou tranquila....
Mais não era disto que eu estava falando, estava falando em amizade..Hoje liguei para uma grande amiga que eu não falava há muito tempo...Nos conhecemos desde os nove anos, e desde então somos amigas...E o melhor de tudo é que é uma amizade pura, sem cobranças....A gente pode ficar séculos sem se falar, e quando fala é a mesma coisa...A gente não precisa saber tudo uma da vida da outra pra nos dizermos "amigas", basta sabermos que a outra está bem...Essa é uma amizade saudável.

Para os amigos do peito segue um texto maravilhoso! Bjs e até mais!

Estrelas e cometas

Há pessoas estrelas e há pessoas cometas. Os cometas passam. Apenas são lembrados pelas datas que passam e retornam. As estrelas permanecem. Os cometas desaparecem. Há muita gente cometa que passam pela vida da gente apenas por instantes, gente que não prende ninguém e a ninguém se prende. Gente sem amigos que passa pela vida sem iluminar, sem aquecer, sem marcar presença.
Assim são reis e rainhas de todos os tipos. Reis de nações e rainhas de clubes ou concurso de beleza. Assim são rapazes e moças que se enamoram e se deixam com a maior facilidade. Assim pessoas que vivem numa mesma família e que passam sem ser notado.
Importante é ser estrela. Estar junto. Ser luz, ser calor, ser vida. Amigo é estrela. Podem passar os anos, podem surgir distâncias, mas a marca fica no coração. Coração que não quer enamorar-se de cometas que apenas atraem olhares passageiros. E muitos são cometas por um momento. Passam, a gente bate palma e desaparecem. Ser cometa é não ser amigo. É ser companheiro por instantes, é explorar sentimentos, é ser aproveitador das pessoas e das situações, é fazer acreditar e desacreditar ao mesmo tempo.
A solidão de muitas pessoas é consequência de que não podem contar com ninguém, é resultado de uma vida cometa.Ninguém fica. Todos passam.
E a gente também passa pelos outros. Há necessidade de criar um mundo de estrelas. Todos os dias poder vê-las e senti-las. Todos os diar poder contar com elas. Assim são os amigos, estrelas na vida da gente. Eles são aragem nos momentos de tensão, são luz nos momentos escuros, são pão nos momentos de fraqueza, são segurança nos momentos de desânimo. Olhando os cometas é bom não sentir-se como eles, nem desejar prender-se em sua cauda.
Olhando os cometar é bom sentir-se uma estrela. Ter vivido e construído uma história pessoal. Ter sido luz e calor para muitos amigos. Ter sido calor para muitos corações.
Ser estrela nesse mundo passageiro, neste munfo cheio de pessoas cometas, é um desafio, mas acima de tudo uma recompensa.É nascer e ter vivido e não somente existido....




Denisinha&Cia
enviado por: Tatiana
BliG: http://tata_keep_walking.blig.ig.com.br/
De
Mto lindo o q vc escreveu sobre amizade...realmente as verdadeiras amizades nao acabam com o tempo.
O texto sobre estrelas e cometas e lindo.
bjss