segunda-feira, 27 de março de 2006

Querido pensamento,
Gostaria de lhe pedir que parasse. Pare de se desviar a todo o tempo, por favor, mantenha o foco!
Quando eu estiver trabalhando, deixe que eu trabalhe, sem pensar no dia de amanhã.
Quando eu estiver me divertindo, deixe que eu me divirta, sem pensar no emprego que está prestes a acabar...
Quando eu estiver cantando, não invada o melhor refrão com o seu bordão preferido..."Mas e se...." Não me venha com novas suposições...
Deixe eu ler meus livros também..Você está tão insuportável, que estou com o mesmo livro há duas semanas, e não consigo evoluir muito por pura falta de CONCENTRAÇÃO.
Quando eu estiver pronta para dormir, deixa que Morfeu me leve, não fique martelando todas as preocupações sobre o futuro...Ah, também não invada meus sonhos disfarçadamente, que eu sei que é bem você fantasiado no meio de todas aquelas loucuras do subconsciente...
Acalme-se e me dê um vislumbre de cada vez...Concentre-se no que está sendo visto e sentido no momento, não me mostre tudo o que está guardado em você...
Esqueça dos pequenos detalhes, do que foi dito, do que não foi dito, do que poderia ter sido feito.
Afinal, todo esse seu trabalho é inútil, eu posso morrer rumindando estas coisas, e nada pode ser mudado.
Então, fique em paz, sossegue e me deixe sossegar, a vida vai seguir o seu curso, de qualquer maneira mesmo.
Mais uma vez eu lhe peço, eu preciso de um descanso...
Obrigada pela compreensão...
Um abraço,
Denise

Nenhum comentário: