quarta-feira, 15 de março de 2006

Saudades

Saudades...
Ando com muitas saudades. Ando com saudades de ser criança, e andar pela casa só de calcinha e talco Johnsons no peito. Vivo com saudades do meu pai, de olhar pra ele, de fazer palavras cruzadas com ele. Ando até com saudade da minha irmã, que está lá se divertindo na Bahia e volta daqui há alguns dias. Ando com saudades de ser cuca fresca, de ser irresponsável e cara de pau. Ando com saudades de paçoca do carrinho e de pipoca de panela.
Como disse ontem, e na verdade quem disse foi Caetano, "O tempo não pára e no entanto, ele nunca envelhece". Não tenho tempo de digerir certos momentos, parece que minha vida vem se atropelando, me engolindo. Queria pedir um tempo ao Tempo: - Ei, pára um pouco que eu quero pensar! Ontem eu tinha 8, amanhã tenho 28..Tic tac tic tac tic tac.... Enquanto escrevo aqui, os ponteiros correm alucinadamente, tentando chegar num futuro que jamais vai existir...E eu aqui com saudade de tanta coisa e de tanta gente....E com saudade do tempo em que a vida passava devagar...

Nenhum comentário: