sábado, 17 de junho de 2006

Então...
Não sei o que acontece, mas a verdade é que meu dedinhos em conjunto com a minha cabeça travararam uma greve. Simplesmente, há muitos dias sento em frente ao blog, fico olhando para ele tentando escrever algo e nada de bom sai.
Tenho tantas coisas a falar e a desabafar, mas eu acho que está tudo tão misturado na minha cabecinha que não consigo desembaraçar os assuntos e escrever um texto coerente.
Na verdade, só sei ser feliz por inteiro e não ando feliz no trabalho, portanto, fico me martirizando o tempo todo. Sei que não larguei nada de espetacular, porque a porta da rua era meu destino mesmo, mas, o diabo de uma vozinha fica dizendo se, talvez, eu não deveria ter esperado e selecionado um lugar melhor para onde eu realmente quisesse ir. E fazer algo diferente. Ando cansada das burocracias, da rotina e frieza dos escritórios, das injustiças e intrigas que se enraízam pelas paredes das seções... Fiquem tranquilos, ainda não arrumei nenhum inimigo no novo emprego (não que eu tenha percebido), mas, pelo fato de ser nova e ficar observando as pessoas, vejo que tudo é igual, só os personagens é que mudaram. Minha mente criativa está urrando dentro de mim, dizendo que não aguenta mais ser soterrada por papéis, emails, dead lines e reclamações....Ela, de certo modo, está tramando esta greve, me dizendo que, enquanto eu não a libertar de verdade, ela também não vai aceitar viver de migalhas, que é, vez em quando, escrever algumas bobagenzinhas divertidas no blog.
O que será de mim? Se minha mente criativa me abandonar de vez, virarei uma burocrata completa. O meu provável mas não certo futuro é ser funcionária de uma empresa japonesa, super conservadora e machista.... Vixe! Eu vou parar agora e me ajoelhar, pedindo que a minha criatividade não me abandone, que ela me entenda e me visite de vez em quando....Vou implorar, me debater no chão, fazer chantagem emocional até que ela volte a me acompanhar...Quem sabe eu consigo?
Bjs e até mais!

Nenhum comentário: