domingo, 24 de setembro de 2006

"Sei que na minha caminhada tem um destino e uma direção, por isso devo medir meus passos, prestar atenção no que faço e no que fazem os que por mim também passam ou pelos quais passo eu...
Que eu não me iluda com o ânimo e o vigor dos primeiros trechos, porque chegará o dia em que os pés não terão tanta força e se ferirão no caminho e se cansarão mais cedo...
Todavia, quando o cansaço houver, que eu não me desespere e acredite que ainda terei forças para continuar, principalmente quando houver quem me auxilie...É oportuno que, em meus sorrisos, eu me lembre de que existem os que choram, que, assim, meu riso não ofenda a mágoa dos que sofrem: por outro lado, quando chegar a minha vez de chorar, que eu não me deixe dominar pela desesperança, mas que eu entenda o sentido do sofrimento, que me nivela, que me iguala, que torna todos os homens iguais...
Quando eu tiver tudo, farnel e coragem, água no cantil, e ânimo no coração, bota nos pés e chapéu na cabeça, e, assim, não temer o vento e o frio, a chuva e o tempo.
Que eu não me considere melhor do que aqueles que ficarão atrás, porque pode vir o dia em que nada terei mais para minha jornada e aqueles, que ultrapassei na caminhada, me alcançarão e também poderão fazer como eu fiz e nada de fato fazer por mim, que ficarei no caminho sem concluí-lo...
Quando o dia brilhar, que eu tenha vontade de ver a noite em que a caminhada será mais fácil e mais amena; quando for noite, porém e a escuridão tornar mais difícil a chegada, que eu saiba esperar o dia como aurora, o calor como bênção...
Que eu perceba que a caminhada sozinho pode ser mais rápida, mas muito mais vazia...Quando eu tiver sede, que encontre a fonte no caminho, quando eu me perder, que ache a indicação, a seta, a direção...
Que eu não siga os que desviam, mas que ninguém se desvie seguindo os meus passos...Que a pressa em chegar não me afaste da alegria de ver as flores simples que estão a beira da estrada, que eu não perturbe a caminhada de ninguém, que eu entenda que seguir faz bem, mas que, às vezes, é preciso ter-se a bravura de voltar atrás e recomeçar e tomar outra direção...
Que eu não caminhe sem rumo, que eu não me perca nas encruzilhadas, mas que eu não tema os que assaltam-me, os que embuçam, mas que eu vá onde devo ir e, se eu cair no meio do caminho, que fique a lembrança de minha queda para impedir que outros caiam no mesmo abismo...
Que eu chegue, sim, mas, ainda mais importante, que eu faça chegar quem me perguntar, quem me pedir conselho, e acima de tudo, me seguir, confiando em mim !
(Ponsancini)

sábado, 16 de setembro de 2006


Status: Busy

Retrato da Semana....

Preciso dizer mais alguma coisa? Mas falta pouco, só mais duas semanas....

sábado, 9 de setembro de 2006

3 anos....

Uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inlcusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora da minha própria vida. (Clarice Lispector)
Apesar de, te amo e sinto muitas saudades....

sexta-feira, 8 de setembro de 2006

Estou indignada!

Nova pesquisa ibope diz que Lula ganhará no primeiro turno. Meu Deus, o país vai deixar tudo tão barato, vai entregar a bandeja logo de primeira sem parar pra pensar? Tudo o que aconteceu esse ano, toda a corja desmascarada e ele alegando que não sabia de nada? Não sei e não acredito que nenhum outro seja 100% honesto e transparente, mas, vamos deixar tudo como está? O país está como uma panela de pressão prestes a explodir. Não entendo como o povo se deixa iludir e esquece as patifarias do PT, que quando eram oposição, batiam no peito e diziam: nós não fazemos, nós somos limpos, somos diferentes?! Tô com nojo, e como já disse, amo o meu país, mas tenho vergonha de ser brasileira. O povo tem que acordar! Mas o que eles querem é o povinho que não pensa, que vota na musiquinha mais bonita e elege um representante do "povão". Eles (o governo) querem é que o povinho continue povinho, pobre e ignorante, para eles continuarem no poder. E não é só o presidente não, são os deputados, senadores e afins. Pobre do povo que pensa que o governos vai fazer muito mais além de dar esmolas, coisa que eles tanto se orgulham, o tal do bolsa família. O povo quer emprego e dignidade, quer andar com as próprias pernas, não quer muletas. Eu, sinceramente, estou decepcionada. Se o Lula ganhar no primeiro turno, será entregar o ouro na mão do bandido sem resistência. Coloquei este texto lido pela Ana Carolina, pois ele me emocionou e foi direto ao ponto. Se cinco pessoas lerem esse blog e pararem pra pensar, eu já fico satisfeita.
++++++
Mudando de assunto...
Hoje entrei aqui pra desabafar um pouco. Estou no limite das minhas forças, trabalhei os dois dias de feriado. Tenho trabalhado até tarde da noite e até dormindo, já que sonho com o serviço que deixei pro dia seguinte. Hoje fomos conhecer o escritório novo e minha mudança efetiva para lá será em 02/10/06. Tenho o mês todinho ainda pra ficar dentro do covil. Minhas provas tem sido cada dia mais duras, mas estou suportando. Não tenho medo do trabalho, mas temo pelo minha saúde, que já foi posta a prova este ano....E fico muito triste pela minha vida pessoal que hoje é inexistente. Eu e o Marcelo estamos como em "Feitiço de Áquila". Ele sai cedo enquanto eu durmo e quando eu chego já é hora de dormir de novo. Nala, tadinha, está abandonada. Simplesmente não tenho disposição para brincar com ela tarde da noite. Minha lavanderia está um caos, minha dispensa ficando vazia...Se estou em casa me sinto culpada pelo tempo que estou perdendo (pasmem!) e se estou no trabalho, fico pensando na minha vida posta de lado. Mas acho que três semanas, eu aguento....
E pra terminar, duas frases:
A diferença entre a moral e a política está no fato de que, para a moral, o homem é um fim, enquanto que para a política é um meio. A moral, portanto, nunca pode ser política, e a política que for moral deixa de ser política (Baroja, Pío)
****
Tenho paciência e penso: todo o mal traz consigo algum bem (Beethoven)

domingo, 3 de setembro de 2006

Tá tudo muito complicado
Um post para explicar o que anda acontecendo: estou morta de cansaço. O trabalho tem sido muito cansativo, um clima muuuito pesado. Estamos na reta final para mudarmos de escritório, mas por enquanto tá dureza, difícil mesmo. Há que se ter muita paciência.
Estou feliz porque algumas pessoas por quem eu estava torcendo, arrumaram emprego. Deus nunca deixa faltar a quem merece!
Estou do-dói de novo! Minha cabeça não pára de doer desde sexta; parece que tem água dentro. Passei o dia todo de cama!
Estou relendo o livro Caim e Abel no trabalho! Por necessidade; nunca conheci um ambiente com tantos sabotadores de verdade. Eu hein!
Por enquanto é isso. Bjs e até!

E a frase da semana é: Mais vale ser invejado que lastimado (Heródoto)