quinta-feira, 20 de março de 2008

Óia eu aqui!

Prá variar, vou falar: quanto tempo! Mas não tem jeito, tô sem tempo para postar. Morro de saudades, principalmente quando eu tinha bons posts na cabeça, mas fazer o que? Uma hora o blog volta com toda a força....

Estou ADORANDO a aula de body balance (apesar de eu estar prestes a matar a aula de hoje, tô muito cansada...kkkk). Não matei aula porque recebi um telefonema da Vanessa me animando pra ir; e acabei indo. *É maravilhosa, põe a nossa energia de volta no lugar. Bom para o corpo e principalmente para o espírito. As músicas são lindas, as posturas também e sempre tem aquele desafio de manter o equilíbrio. Show!

Em compensação, a musculação é sempre uma tortura. Esta semana faltei todos os dias, mas pretendo dar continuidade. Por necessitância, não por prazer.

Resolvi entrar de gaiato no meme* (pega a explicação lá no
SetexSete, please) do blog Sete x Sete.´
É como uma corrente e funciona assim: É só pegar o livro mais próximo sem escolher e transcrever a quinta frase. Peguei o livro "Para minhas filhas", de Barbara Delinsky, página 161, e a frase é a seguinte:

"E fico querendo dizer aos meus filhos que se atrasem à vontade, pois as pessoas vão querer sua companhia de qualquer jeito, mas acabo não dizendo."

Como já adoro transcrever frases de livros, não resisti.

O livro transcrito de lá é o "A menina que roubava livros", que, por um acaso, acabei de ler hoje. Muito lindo, até chorei, vale a pena.

Pra transcrever o último trecho deste livro: "Tive vontade de dizer muitas coisas à roubadore de livros, sobre a beleza e a brutalidade. Mas que poderia dizer-lhe sobre essas coisas que ela já não soubesse? Tive vontade de lhe explicar que constatemente superestimo e subestimo a raça humana - que raras vezes a estimo. Tive vontade de lhe perguntar como uma mesma coisa podia ser tão medonha e tão gloriosa, e ter palavras e histórias tão amaldiçoadas e tão brilhantes. Nenhuma dessas coisas, porém, saiu de minha boca. Tudo o que pude fazer foi virar-me para Liesel Meminger e lhe dizer a única verdade que realmente sei. Eu a disse à meninas que roubava livros e a digo a você agora.

. UMA ÚLTIMA NOTA DE SUA NARRADORA .

Os seres humanos me assombram".


Breve explicação: este post foi imaginado e começou a ser escrito na quinta-feira à noite. Devido a força de vontade excepcional de quem vos fala agora, ele foi interrompido pela aula de body balance e foi finalizado na madrugada de sexta para sábado.


Bjs e até!




Nenhum comentário: