domingo, 10 de abril de 2011

Sobre ter fé

Acordar e sair para a rua é o maior ato de fé que temos hoje em dia. Acreditar que sairemos ilesos desta selva de pedra que se tornou o mundo, é sim um ato de fé, que todos nós -  sendo cristãos, ateus ou agnósticos - praticamos todos os dias. Porque se tem algo que une todo e qualquer ser humano é a ignorância neste assunto. Nunca saberemos o que nos espera amanhã. Por isso precisamos acreditar e ter fé que sobreviveremos mais este dia. E outro, e mais outro, depois outro... Se não acreditarmos nisso, paralisamos e não damos mais um passo à frente. Não vivemos. 
Ter fé é acreditar que ainda existe gente decente no mundo, é acreditar na bondade, é acreditar que nenhum maluco perverso vai cruzar o seu caminho, é acreditar na proteção divina.
É confiar que todas as pessoas que nos são importantes também serão protegidas. É seguir adiante, apesar dos horrores que vimos acontecer ao nosso lado. 
Eu não quero falar diretamente sobre o massacre que aconteceu esta semana, porque muito já foi dito e estão explorando a desgraça, mas também é impossível não dizer nada. Um episódio como este é um bofetão na cara. Dói.
Dói, porque a realidade nos surpreende, nos faz colocar os pés no chão, e lembramos o quanto somos vulneráveis. Dói, porque eu quero colocar um filho neste mundo e sei que não poderei protegê-lo todo o tempo.  Dói ter fé, mas lá no fundo, questionar os motivos de tudo isso. Como é permitido acontecer tamanha barbaridade? Como podemos dizer "estava escrito", "era a hora delas"? Como pode? Era hora daquelas crianças estudarem e crescerem, felizes e saudáveis. Não era hora de serem executadas!
Apesar da dúvida que me atormenta e me entristece, eu ainda prefiro acreditar num propósito maior, impossível de se  compreender neste estágio da minha existência.
E é nestas horas que crescemos na fé, acreditando no que não se vê e no que não se compreende. A minha razão não entende, mas o meu coração ainda tem fé na vida.


"Nunca perca a fé na humanidade, pois ela é como um oceano. Só porque existem algumas gotas de água suja nele, não quer dizer que ele esteja sujo por completo." (Mahatma Ghandi)

Nenhum comentário: