sexta-feira, 4 de abril de 2014

2 anos de Felipe

Filho, você completou dois anos! O amor que eu sinto por você não para de crescer, assim como você. Você se tornou um garotinho lindo e esperto. Corre mais que anda, fala muito, é elogiado pela tia da escola (ela diz que você e sua prima Larissa se destacam) e é muito esperto. Você já conta até dez sem dificuldade, identifica os números fora de ordem, canta várias músicas, saber o nome da maioria dos bichos, conhece as pessoas da família, repete tudo o que falamos (o que nos obriga ter muito cuidado com o nosso vocabulário), pede os DVDs que você quer assistir e senta no sofá pra esperar. É simplesmente apaixonado por carros,não sei de onde saiu isso. Minha porção paranóica e viajante da maionese morre de medo de você querer ser piloto (porque vc nasceu no mesmo dia que o Senna e tenho medo que alguma  influência cósmica aja no seu destino, kkkk). Ainda mama na peito e eu ainda não tive coragem de fazer você parar. Espero de verdade que você desista sozinho, não vou ter coragem de tirar isso de você. Outro dia você disse: -Peitinho bom!, depois me abraçou. O seu olhar continua me dizendo que eu sou seu mundo e preciso aproveitar cada momento, pois tudo está passando muito rápido e logo o mundo será mais interessante que sua mãe. Saiba que você anda numa fase terrível também, os famosos "teribbles two". As vezes chuta, belisca, puxa o meu cabelo, faz birra...Nem tudo são flores na maternidade, filho, mas na seqüência de uma mal criação, você faz uma gracinha e não conseguimos ficar bravos com você por muito tempo. Mamãe tem pensando muito sobre educação, limites e estas coisas. Nos preparam para tudo nessa vida, filho: pra ser um profissional, um motorista, etc. etc, mas não nos preparam para a tarefa mais importante e desafiadora que é educar um filho. Sei que não vou acertar sempre, filho, tenho certeza que algum dia irei te decepcionar, mas saiba que mesmo errando, eu vou errar amando você. Me pergunto se algum dia você vai realmente ler o que está escrito aqui...Espero que sim. Quero que você tenha certeza do quanto foi amado e querido. Mães não são eternas, infelizmente, mas meu propósito é deixar um pouquinho de mim para você. Saiba, em qualquer momento que você ler isso, que EU TE AMO.

Nenhum comentário: